CANTOTERAPIA

Na Cantoterapia, a voz e o canto constituem um canal privilegiado através do qual se pode atingir e melhorar os aspectos psicológicos e emocionais dos indivíduos.

 

Apesar de muito antigo, podemos dizer que a frase “quem canta seus males espanta” nunca caiu tão bem, em se tratando de terapia alternativa.

De todas as artes, a música, quando expressa através do canto, é a que mais atua no interior da emoção humana e melhor se comunica com o hemisfério direito do nosso cérebro, que é o responsável pela emoção, pelos sonhos, novas ideias, criações e responsável direto por nosso estado de alegria ou tristeza.

Quem não utiliza seu hemisfério direito do cérebro não libera endorfinas e não é feliz. Durante grande parte de nossas vidas buscamos cultivar somente as aptidões do hemisfério esquerdo que é verbal, racional, pontual e com isto, a outra metade do nosso cérebro, hemisfério direito, não é desenvolvida ou desenvolve-se muito pouco ao longo da nossa existência.

Na Cantoterapia, através do repertório apresentado, busca-se também o resgate de momentos de felicidade e lembranças do passado; a terapia funciona também como um valioso apoio à outras terapias aplicadas na casa.

 

GILBERTO FERREIRA ANISIO

Formação musical pelo Conservatório Bandeirantes, atuando em diversos grupos musicais.

Idealizador do grupo de Serenatas Menestréis do Amor e Seresta Paulista, responsável pelo coral do Grupo Noel há 26 anos.

Em parceria com o SESC Santo André desde 2011, iniciamos as oficinas de Cantoterapia para a terceira idade a partir de 2017.  Estas oficinas foram levadas para Residenciais e Centro Dia para Idoso, dentre eles o KORU CENTRO-DIA.