TIRE SUAS DÚVIDAS

O que é Centro-Dia para idosos?

Centro-Dia é um espaço de integração e cuidado da pessoa idosa pensado para proporcionar experiências e fortalecer laços, além de oferecer cuidados de alimentação, higiene e medicações orais prescritas pelo médico.  Ela poderá permanecer em período integral, de segunda a sexta-feira ou em meio período em dias previamente combinados.  Para saber sobre dias e horários de funcionamento e planos de permanência, clique em SERVIÇOS

Por que não se deve chamar um Centro-Dia de Creche?

Creche é um termo largamente empregado para espaços que recebem crianças pequenas enquanto seus pais trabalham.  Embora muitas vezes esse seja um comentário comum, trata-se de um dos mitos do envelhecimento pensar que idosos voltem a ser crianças. Não se deve fazer esse tipo de associação pelo simples fato de idosos possuírem uma trajetória de vida repleta de fatos, acontecimentos e aprendizados.

Compará-lo a uma criança seria como desconsiderar a importância de toda essa bagagem adquirida ao longo de seu curso de vida.  Por isso, o termo correto a ser utilizado é Centro-Dia.

Ao usar o termo correto, respeitamos a trajetória de vida de cada idoso atendido e também sua autonomia.

Quem pode frequentar um Centro-Dia para idosos?

Nos países em desenvolvimento, como é o caso do Brasil, considera-se idoso todo indivíduo com idade igual ou superior a 60 anos. Porém, envelhecimento é um processo dinâmico e se observa particularidades no envelhecer de cada um.  Assim, a atenção e cuidados dispensados a um idoso não necessariamente poderá ser aplicada a outro.

No Centro-Dia, essa população recebe atenção e cuidados de modo coletivo, mas também de modo individualizado quando necessário. Este espaço se destina a idosos que apresentem alguma limitação cognitiva ou funcional ou ainda, dificuldades leves ou moderadas para atividades cotidianas, como alimentar-se ou tomar seus medicamentos.  Idosos que apresentem doenças crônicas fora de controle, quadros psiquiátricos, sequelas importantes, deverão ser avaliados mais detalhadamente para usufruir do Centro-Dia.

Qual a vantagem de deixar um idoso em Centro-Dia ao invés de contratar cuidadores para cuidar dele em casa?

No Centro-Dia o idoso receberá alimentação supervisionada por nutricionista, com acompanhamento nutricional e em casos especiais, dieta especifica.  Além disso, cuidadores o acompanharão nas atividades realizadas na casa, auxiliando-os naquilo em que necessitem ajuda.  Os profissionais da casa estarão aptos a compreender o processo de envelhecimento e sua dinâmica, e todo o gerenciamento do cuidado estará a cargo dessa equipe.  Você receberá, caso deseje, um retorno diário resumido dos cuidados prestados ao seu familiar idoso.  Outras atividades serão desenvolvidas na casa a fim de orientar sobre cuidados aos finais de semana e orientações individuais quando necessário.

Quando a família contrata um cuidador para o domicílio, todo o gerenciamento do cuidado, bem como da casa, continuará sob sua responsabilidade gerando desgastes e outras complicações comuns deste mercado (falta repentina ou injustificada do cuidador, falta de capacitação adequada entre outros problemas).  Falando em mercado há que se observar também que o cuidador ainda não possui a profissão regulamentada e as regras seguem a legislação para empregados domésticos, o que gera muitas dúvidas no momento de contratar e em casos da necessidade de mais de um cuidador, com regimes especiais de trabalho.  Além disso, há a questão custo x benefício.

Qual a diferença entre Centro-Dia e Casa de Repouso?

Centro-Dia, conforme sugere o nome, é um espaço destinado a proporcionar atividades e cuidados aos idosos que necessitem de algum auxílio nas atividades cotidianas ao longo do dia.  Ao anoitecer eles voltam para seus lares (morando sós ou com familiares) para continuar desfrutando desse vínculo tão importante com seu domicilio, os familiares e amigos.

Uma casa de repouso, atualmente chamada na nomenclatura correta de ILPI- Instituição de Longa Permanência para Idosos, recebe idosos bastante dependentes e/ou acamados que necessitem de cuidados médicos e de enfermagem constantes.  Estes idosos passam a residir no local, saindo eventualmente para convívio com os familiares.

Qual a diferença entre Centro-Dia e Centro de Convivência?

O Centro-Dia oferece além de atividades terapêuticas, físicas e de lazer, alimentação e cuidados básicos ao longo do dia.  Um Centro de Convivência não oferta alimentação no local e há uma grade de atividades dentre as quais o idoso escolhe as que mais lhe aprouver. Depois de participar das atividades em que se inscreveu, ele retorna ao lar.  Para famílias que necessitam estar fora o dia todo, em geral por motivos de trabalho, o Centro Dia torna-se o espaço mais adequado pela possibilidade de maior permanência além da alimentação e cuidados dispensados ao idoso no local.

Por que é importante ter uma equipe treinada para cuidar de um idoso?

O envelhecimento é um processo multifatorial, inexorável e dinâmico.  Assim, dependendo dos fatores e eventos que marcaram o curso de vida, esta etapa conterá em si elementos específicos que devem ser compreendidos para um cuidado eficaz.  Uma equipe treinada para esse olhar diferenciado certamente se reflete no cuidado dispensado ao idoso.  Além disso, as reuniões de equipe ofertam troca de conhecimento entre os profissionais e orientam para as melhores práticas.

Por que um Centro-Dia não funciona aos finais de semana?

A proposta do Centro-Dia é auxiliar familiares que frequentemente se estressam por se sobrecarregarem com muitas tarefas. Geralmente a mulher assume a função de cuidadora de um idoso na família, mas atualmente também se divide entre administrar a carreira profissional, estudos, filhos, animais de estimação e a casa.  Muitos estudos apontam casos de altas cargas de estresse do cuidador familiar.  Quando se tem a possibilidade de deixar o idoso no Centro-Dia, este será cuidado e participará de atividades que enriquecerão sua história de vida e trarão benefícios à sua saúde.

Aos finais de semana, poder estar com a família e compartilhar os momentos que passa durante a semana, torna-se elemento fundamental para a saúde de todos os envolvidos.  O cuidador familiar consegue distribuir melhor suas tarefas ao longo da semana, diminuindo o estresse e o idoso recebe toda a atenção necessária.  Manter e fortalecer os vínculos com familiares e amigos é o foco do atendimento no Centro-Dia.

Por que um Centro-Dia não oferece serviços médicos?

A proposta do Centro-Dia é ofertar atividades e cuidados ao longo do dia com objetivo de auxiliar as famílias que necessitam se ausentar do lar por muitas horas transferindo o cuidado a um terceiro, além de possibilitar ao idoso compartilhar momentos e aprendizados.  Assim, nosso foco está em manter e fortalecer os vínculos familiares e não em ofertar cuidados específicos de saúde, como consulta médica ou serviço de enfermagem.

Por que o idoso precisa de uma permanência mínima no Centro-Dia?

Para que o idoso sem sinta bem acolhido e cuidado é imprescindível que ele faça vínculos com a equipe da casa e com os outros idosos que também utilizam o serviço.  E nestes casos é necessária uma permanência mínima que possibilite a criação do vínculo.  Além do mais, essa permanência mínima permitirá a equipe uma melhor observação das condições de saúde do idoso e uma rotina mais estruturada para atendê-lo em suas necessidades.